sexta-feira, 15 de abril de 2011

Cientista afirma que os buracos negros escondem civilizações inteiras

Vyacheslav Dokuchaev, um cientista do Instituto de Pesquisa Nuclear de Moscou, sugeriu uma hipótese sensacional. Ele propôs que os chamados "buracos negros" podem conter não só micropartículas diferentes, mas planetas inteiros com organismos vivos. O cientista sugere que eles podem rodar dentro do buraco em órbitas estáveis.

De acordo com nossas noções mais comuns, tudo o que entra em um buraco negro é absorvido por ele e desaparece. É isso mesmo? Acontece que, até recentemente, até mesmo os cientistas tiveram uma idéia muito vaga do que está acontecendo nas profundezas dos buracos negros. Cálculos feitos pelo físico Vyacheslav Dokuchaev mostraram que sob certas condições, um objeto como um buraco negro pode ter uma complexa estrutura interna, em que as pequenas partículas, os fótons e prótons, assim como todos os corpos macroscópicos, e até mesmo planetas pode girar em torno da singularidade central.

Singularidade é a área central do buraco negro, o ponto onde as coordenadas de tempo e espaço se tornam infinitos. O que faz isso "na prática"? Se um observador condicional cai em uma zona de atração de um buraco negro, ele primeiro passa pelo horizonte de eventos. Este é o caminho astrofísico chamado de fronteira imaginária no tempo-espaço que separa os eventos que podem ser afetados a partir do ponto de vista do infinito (no passado), ou aqueles que se pode aprender sobre (o futuro), e aqueles que não podem ser afetados ou desconhecidos. Isso tem a ver com o pressuposto de que nenhuma informação pode se propagar mais rápido do que a luz.

Do ponto de vista de um observador que está em um buraco negro, a luz pode ser distribuída gratuitamente tanto para ele e longe dele. No entanto, depois de cruzar o horizonte de eventos nunca pode ir além de seus limites. Se houver um objeto sob este horizonte, ela só pode mover-se dentro do buraco negro e não pode voltar para o espaço sideral. Teoricamente, um observador condicional passando o horizonte de eventos por algum tempo deixa de existir, mas pode entrar em um lugar muito estranho, onde a dimensão radial do espaço tem as propriedades do tempo. É possível que o observador vá chegar à órbita estável (claro que isso não é a órbita no sentido usual, e tem pouca semelhança com órbita planetária convencional).

Composição de um buraco negro

No entanto, a existência de órbitas como foi sugerido por pesquisadores anteriores para esses tipos de buracos negros supermassivos, que, além de um horizonte de eventos externos, têm também um interno chamado de "horizonte de Cauchy", onde o tempo e o espaço assumem suas propriedades usuais. No entanto, este fenômeno não foi estudado em detalhe. De acordo com Dokuchaev, tais órbitas estão fora do plano equatorial de um buraco negro em rotação e, portanto, a sua enorme gravidade não afeta os objetos em seus limites.O planeta que gira em torno de tal órbita receberá energia, tanto a partir da singularidade e os fótons capturados pela órbita.

Há mais do que isso. De acordo com Dokuchaev, em tais planetas, a princípio, as substâncias químicas complexas podem ser formadas e reações podem ocorrer entre eles e, portanto, pode haver condições apropriadas para a vida. O cientista acredita que existam civilizações dentro do buraco negro altamente desenvolvidas que usam o buraco como um refúgio ideal."Civilizações avançadas podem encontrar um refúgio seguro nas entranhas de buracos negros supermassivos em núcleos galácticos ativos, permanecendo completamente invisível para qualquer observador externo", disse Vyacheslav Dokuchaev.

Ele acrescentou, porém, que a fim de garantir uma existência confortável em tais condições, os representantes destas civilizações terão que aprender a combater as forças gravitacionais, bem como adaptar-se a existência, em violação da causalidade, pois há distorção do espaço-tempo. A hipótese de Dokuchaev é impossível de se verificar. Mesmo que existam planetas dentro de buracos negros com algum tipo de civilização, o horizonte de eventos será sempre protegido de olhos curiosos. A desaprovação desta teoria só é possível mediante a prova de que buracos negros não existem, em princípio.


Fonte: Pravda.Ru

8 comentários:

A. Eriveudo disse...

Belo post. Bela teoria. Seria muito interessante poder comprovar tal teoria. Parabéns!

Artur Oliveira disse...

Os cientistas andam loucos, completamente!
Qualquer dia regressamos ao tempo em que os detentores do conhecimento julgavam que quem nos guiava eram os Deuses.

Enfim, os “pequenos” delírios da matemática por detrás da ciência...

Rafael disse...

A galaxia está no cinturão de orion...

essa galera esta assistindo filmes demais...

chictrash disse...

E se o buraco negro for um elo entre dois universos? E se ele suga de um lado e ejeta os objetos do outro? Acho que os buracos negros sempre serão um mistério, pois não tem como o homem chegar tão proximo deles a ponto de descobrir o que existe no outro lado.

Jairo Cristian disse...

não, os cientistas não andam malucos, é só dar uma olhada na fonte da materia,o tal do Pravda, não prima muito pela sua confiabilidade hehehe... é só dar uma pesquisada.

joao disse...

Olha, eu acho que pode ser verdade, na verdade, nada nos afirma que nós nao estejamos dentro de um buraco negro. Pois quando um buraco negro é criado, ele cria energia suficiente para criar um novo universo dentro dele, o que pode ser o nosso caso.

Guardião ATM disse...

Saudações Internautas!
Qdo alguém afirmou que a terra girava em torno do sol e não ao contrário, foi tachado de louco. Na década de trinta já havia ensaios sobre a física quantica, parecia loucura. A credibilidade só veio atraves de Albert Einstei com a teoria da relatividade. São pesquisas de anos e anos. Enquanto alguém vai pra balada e enche o nariz de pó ou a cabeça de fumaça, outros queimam a pestana noites a dentro e salvam vidas, criam máquinas de ressonância magnética e assim vai. Lembre-se que o futuro do mundo está nas mãos daqueles que prezam pela ciência. Hasta luego.

Kws disse...

Eles não conseguem lançar algum objeto até o buraco negro? E depois ver o que aconteceu com ele? De longe claro.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...