sábado, 12 de dezembro de 2009

Ave voou 29.000 Km em sete meses

Uma ave da espécie Limosa laponnica voou 29.000 Km, em sete meses, voando da Nova Zelândia para a China, depois para o Alasca, para se reproduzir, e voltar à Nova Zelândia.
O fuselo ou chalreta (Limosa lapponica), é uma ave limícola da família Scolopacidae, que se reproduz na tundra e costas do Ártico sobretudo no Velho Mundo e que passa os invernos nas costas das regiões temperadas e tropicais do Velho Mundo.Trata-se da ave recordista para o voo mais longo sem paragens bem como da viagem mais longa sem qualquer pausa para alimentação entre todos os animais, 11 570 km ao longo de uma rota do Alasca até à Nova Zelândia.O fuselo é uma espécie de pernas relativamente curtas do género Limosa.
O seu comprimento total varia entre os 37 a 41 cm, com uma envergadura de asa entre 70 e 80 cm. Os machos são em média mais pequenos que as fêmeas; os machos pesam entre 190 a 400 g e as fêmeas entre 360 e 630 g; ocorre também alguma variação regional do tamanho (ver subespécies abaixo). As aves adultas têm pernas com coloração azul-cinza e um bico escuro muito comprido , com uma ligeira curvatura para cima e cor rosa na extremidade. O pescoço, peito e barriga apresentam-se com aparência vermelho tijolo durante a época de acasalamento e brancos no inverno.
O dorso é pardo.Distingue-se do maçarico-de-bico-direito pela sua cauda listada em comparação com a cauda totalmente negra deste e pelas listas brancas que apresenta nas asas.O fuselo migra em bandos para as costas ocidentais da Europa, África e Ásia meridional, Austrália e Nova Zelândia.No seu voo de oito dias sobre o Pacífico cobriu uma distância de 11.600 Km!

Usando um satélite, os cientistas puderam seguir a ave marcada, conhecida como E7.Isto mostra como as aves migradoras passam e param em muitos países diferentes e necessitam que sejam mantidos os habitats onde descansam e se alimentam antes de iniciarem as grandes migrações.

Fonte: http://www.confagri.pt

3 comentários:

Francisco Castro disse...

Olá!

Esse pássaro tem uma resistência muito grande. Imagina, realizarr travessia transcontinentais voando é muito para qualquer ser vivente.

Abraços

Francisco Castro

lison disse...

Saudações!
Amigo Décio,
Que Post Fantástico!
Ainda estou estonteante com tão maravilhosa notícia. E isso meu amigo é uma diminuta parte que a ciência descobriu do exuberante mundo das aves e da natureza, que se encontra disponível a todos os homens de bem.
E alguns ainda teimam em agredir as espécies e o meio ambiente!
Parabéns pelo magnífico Post!
Abraços fraternos,
LISON.

Atch. disse...

Triste saber que se o mundo continuar do jeito que está, aves assim irão sumir da Terra...interessante!
leia mais sobre impacto ambiental
www.tudo-comentado.blogspot.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...