domingo, 27 de dezembro de 2009

Que animal vive há mais tempo na Terra?


São as esponjas, que apresentam registros fósseis de até 1,2 bilhão de anos. O sucesso evolutivo desse grupo pode ser explicado pela sua simplicidade, o que permitiu que seu organismo se adaptasse às mudanças severas ocorridas desde então. "Em uma esponja, tudo se resolve no nível celular. Elas não apresentam tecidos nem órgãos verdadeiros e até mesmo a digestão é intracelular", diz o biólogo Eduardo Leal Esteves, do Museu Nacional da UFRJ. Outro fator importante é a capacidade de uma célula assumir a função de outra, caso seja necessário.
Estes organismos têm uma organização simples, sésseis, sua grande maioria é marinha, alimentam-se por filtração bombeando a água através das paredes do corpo e retendo as partículas de alimento nas suas células. As esponjas estão entre os animais mais simples, não possuem tecidos verdadeiros pois em sua camada externa e interna as células não apresentam lâmina basal (parazoas), também não apresentam músculos, sistema nervoso, nem órgãos internos.
Eles são muito próximos a uma colônia celular de coanoflagelados, (o que mostra o provável salto evolutivo de unicelulares para pluricelulares) pois cada célula alimenta-se por si própria. Existem mais de 15 000 espécies modernas de esponjas conhecidas, que podem ser encontradas desde a superficie da água até mais de 8000 metros de profundidade, e muitas outras são descobertas a cada dia. O registro fóssil data as esponjas desde a era pré-cambriana (ou Pré-Câmbrico), ou Neoproterozóico.

Aspectos particulares

1-São os únicos metazoários capazes de acumular sílica;
2-Suas células não formam tecidos, órgãos ou sistemas;
3-A diferenciação celular é altamente reversível na maioria das células;
4-A reprodução assexuada é acentuada;
5-Seus gametas são formados a partir de células somáticas;
6-Na fertilização interna os espermatozóides são capturados e transportados por "células transportadoras" (coanócitos dediferenciados).
7-Geralmente a diferenciação celular precede a morfogênese

5 comentários:

seuluiz disse...

Belo texto. Não sabia disso.

Feliz 2010!

Abraços

Serenissima disse...

Impressionante!!
Também desconhecia.
Ótima matéria.

Abraço

Lilian disse...

Olá amigo,

Excelente post. Parabéns!

Desconhecia e achei deveras interessante.

Carinhoso abraço,
Lilian

Gilene B. Gomes disse...

Também desconhecia o tema.
E a gente só pensando em dinossauros... rsrsrs
Ótimo texto.
Abs.

Ricardo disse...

Curioso que precisamente no dia em que vejo o documentário "Evolução da Vida", em que fala do aparecimento do primeiro ser multicelular, vocês colocam esta matéria no ocioso...

Grande texto sim senhora, e para quem quiser complementar, vendo o documentário, pode baixá-lo aqui: http://culturatuga.comli.com/2009/12/a-evolucao-da-vida/

Está legendado em PT-PT

Abraço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...