quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Mais de 100 milhões de árvores são plantadas no Paraná


Há exatos seis anos muitos agricultores paranaenses viam o artigo 2º do Código Florestal Brasileiro (Lei n° 4.771/1965) como uma ameaça à economia da sua propriedade. Em um estado agrícola, perder áreas destinadas à produção para plantar árvores era algo incompreensível, tanto para pequenos, como para os grandes agricultores.Com isso, orientações sobre a importância da recomposição ou manutenção das matas ciliares – vegetação presente ao longo das margens dos rios e ao redor de nascentes e considerada Área de Preservação Permanente – como benefício para produção ou apenas em cumprimento a Lei eram desconsideradas pelos agricultores.Foram plantadas 100 milhões de árvores, recuperadas 4 mil nascentes apenas na região Oeste do Paraná e 132 mil agricultores beneficiados.
Estes são alguns resultados obtidos pelo Programa Mata Ciliar, lançado em 2004 pelo Governo do estado e que hoje, já é considerado um dos maiores Programas de recuperação de cobertura florestal do planeta.O secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Rasca Rodrigues, afirma que uma das maiores preocupações do governador Requião ao assumir o Governo era reverter o processo histórico de degradação da cobertura florestal. “O reflexo da perda de florestas era constatado na queda da qualidade da água dos rios, sumiço de nascentes, extinção de espécies nativas e pequenas propriedades produzindo menos, em função da erosão do solo”, disse.Em 2004 o Governo lançou um desafio ao Paraná: a recomposição das matas ciliares.
O Programa Mata Ciliar surgiu com a meta de plantar 90 milhões de árvores às margens dos principais rios, Unidades de Conservação, reservatórios de usinas hidrelétricas e mananciais de abastecimento. Foram investidos cerca de R$ 20 milhões na reestruturação dos 20 viveiros do IAP que até o ano de 2004, produziam 3 milhões de mudas de espécies exóticas, anualmente.“Hoje produzimos 20 milhões de mudas de 85 espécies nativas em um ano. Todas elas recomendadas pela Embrapa nas sete regiões bioclimáticas do Paraná”, afirma Rasca Rodrigues. Para descentralizar a produção foram adquiridos outros 422 viveiros, doados a prefeituras, Copel, Sanepar, APAES, Colégios Agrícolas, Clubes de Serviço, penitenciárias e Cooperativas.
O Programa recompõe a mata ciliar plantando mudas de espécies nativas em áreas desmatadas ou isolando áreas parcialmente degradadas, para que a vegetação se recomponha naturalmente. O Programa também fornece cercas de arame para que pequenos agricultores isolem as matas ciliares em áreas de criação de gado. “Outro fator importante para o sucesso do Mata Ciliar está no processo contínuo de educação ambiental, controle e fiscalização”, afirma o coordenador estadual do Programa Mata Ciliar, Paulo Roberto Caçola.Em campo, 1,8 mil técnicos do Governo ou cedidos por prefeituras, Organizações Não-Governamentais, Cooperativas e entidades parceiras fazem o trabalho de convencimento e cadastro dos agricultores inseridos no maior programa de recomposição de mata ciliar do mundo.
Um dos grandes parceiros do Programa Mata Ciliar é a Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar). O presidente do Sistema Ocepar, João Paulo Koslovski, relata que ao longo dos anos as Cooperativas têm promovido cada vez mais ações voltadas a melhoria da qualidade ambiental.“A água é um insumo básico para a produção de alimentos e a mata ciliar desempenha papel fundamental na conservação deste precioso recurso natural. Por isso, os mais de mil profissionais que atuam na área técnica das cooperativas paranaenses estão comprometidos em orientar e assessorar os agricultores para que tenhamos, o mais rápido possível, 100% das matas ciliares preservando nossos rios”, afirma João Paulo.

4 comentários:

lison disse...

Saudações!
Amigo Décio,
Que Post Fantástico!
É com muito prazer que li o seu texto, uma vez que não são todos os dias que temos conhecimento de projetos reflorestamento implantados com tanto sucesso como este.
Em essência, meu amigo, tudo começa na importância da abordagem para se iniciar um projeto de conscientização do meio ambiente.
Parabéns pelo excelente Post!
Abraços fraternos,
LISON.

Josy Nunes disse...

Oi,
Décio,
Belo post! Obrigada por trazer ao conhecimento de todos um assunto tão importante para a saúde do planeta e a sobrevivencia de todos nós. Parabéns!
Fica com Deus.
Bom fim de semana

Lauro Daniel disse...

Olá caro amigo,

Parabéns pela postagem, que bela notícia!

Grande Abraço;

Lauro Daniel

Francisco Castro disse...

Olá!

Essa é uma excelente notícia para o meio ambiente que é tão combalido pela ação do homem.

Abraços

Francisco Castro

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...