terça-feira, 29 de setembro de 2009

Você sabe o que é poluição luminosa?

Foto de satélite mostrando a poluição luminosa vista do espaço


Existem vários tipos de poluição que afetam o nosso ambiente, a menos conhecida é a poluição luminosa. A poluição luminosa é causada pelo mal uso da luz na iluminação de ruas, praças ou residências. As luminárias mais utilizadas em iluminação pública são ineficientes, mandando literalmente grande parte da luz para o espaço, ou seja, gasta-se energia para se iluminar mal a rua e ainda poluir o ambiente.
Apenas lançar luz para o espaço nao seria um problema se a luz não fosse espalhada pela atmosfera, quando vistas de longe, as grandes cidades parecem estar envoltas em uma grande bolha de luz que nao contribui em nada para a iluminação da cidade.
Podemos perceber a poluição luminosa de diversas maneiras. Olhando para o céu em uma noite com algumas nuvens, vemos as nuvens esbranquiçadas ou até amareladas. Esta luz é luz proveniente da iluminação que é perdida para na direção do céu, que refletida nas nuvens chega até nós novamente. Em uma região afastada de fontes intensas de luz, longe de grandes cidades, não podemos distinguir as nuvens do escuro do céu pela cor, vemos que estas apenas incobrem a luz das estrelas. Em uma noite de céu sem nuvens o efeito da poluição luminosa também é devastador, em uma grande cidade podemos ver estrelas de até terceira ou quarta magnitude a olho nú, enquanto em uma região menos iluminada podemos enxergar até sexta magnitude.
De uma grande cidade é impossivel enxergar a faixa da Via Láctea também devido a poluição luminosa. Em uma região de pouca iluminação também podemos ver os rastros dos diversos corpos que adentram nossa atmosfera, vários em uma noite, já numa cidade isto é impossível.Mas não é apenas a degradação do céu noturno que é relevante, temos também o desperdício de energia. O potencial de produção de energia de nosso país está chegando perto de seu limite, precisamos então utilizar a energia de forma racional. As luminarias frequentemente utilizadas na iluminação pública utilizam uma determinada quantidade de energia para uma iluminação ineficiente.
Se a luminaria for projetada adequadamente, teremos uma condição de iluminação do solo melhor com menos energia, pois de que adianta a luminaria de uma rua, por exemplo, iluminar para cima ou para os lados. O problema da poluição luminosa não é privilegio das grandes cidades do país, ela está também atingindo as localidades mais distantes dos grandes centros, um exemplo disso é o observatório Pico do Dias (LNA) localizado próximo a cidade de Itajubá (MG) que já é prejudicado pela poluição luminosa das cidades próximas.
Podemos ter idéia de como a poluição luminosa degrada o ambiente nestas imagens feitas a partir do observatório Mont Wilson em Washington,a primeira em 1908 e segunda em 1988:


Washington 1908

Washington 1988

O que podemos fazer contra a poluição luminosa? Podemos divulgar o problema, utilizar a energia de forma racional e cobrar soluções das autoridades competentes, principalmente no que se refere a iluminação pública.Se não fizermos nada aos poucos perderemos a beleza do céu noturno.

Fonte: www.geocities.com

Um comentário:

drauziomilagres disse...

O conceito é muito interessante, e o desperdício é enorme. Um abraço. Drauzio Milagres.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...