segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Petromyzon marinus,a vampira dos mares

Os ciclóstomos (peixes com boca circular) têm esqueleto cartilaginoso, que forma uma coluna vertebral incompleta, em que o encéfalo e o crânio são rudimentares. Não possuem barbatanas pares nem escamas (têm a pele lisa). São animais marinhos quando adultos, mas na época da reprodução voltam às águas continentais com correntes (água doce). A larva permanece em águas continentais e as lampreias adultas vivem próximo da costa onde nasceram e em pequenas profundidades (regiões costeiras temperadas). Os ovos são depositados em águas de salinidade menor que a água do mar, e o período larval dura de 3 a 7 anos. As adultas morrem após a desova.
As lampreias marinhas (Petromyzon marinus) são ectoparasitas pouco seletivos, alimentando-se de sangue e de fluídos corporais de outros peixes e até de mamíferos marinhos. Têm uma boca em forma de ventosa, com dentes e língua cartilaginosa com cerca de 100 dentículos de queratina que são utilizados para raspar a pele do hospedeiro, para a perfurarem e lhe sugarem o sangue. Nesta fase uma glândula salivar produz uma substância anticoagulante que é aplicada na ferida, mantendo-a aberta.
A boca e os dentes formam um funil, o tubo digestivo é linear sem formação de estômago, e apresenta uma glândula digestiva (pré-fígado) não existindo pâncreas. Devido ao fato de ser fraca nadadora, utiliza a boca para se fixar às rochas, quando a correntes é demasiado forte, o que também faz quando tem necessidade de transpor obstáculos durante as migrações.Possui no topo da cabeça um "olho pineal" translúcido e, à frente, uma única "narina", o que é um caso único entre os vertebrados atuais (embora se encontre em alguns fósseis). Esta "narina" é também chamada abertura naso-hipofisial, uma vez que liga ao órgão do olfato e a um tubo cego que inclui a glândula pituitária ou hipófise. Os olhos são relativamente grandes e estão equipados com cristalino, mas não possuem músculos oculares intrínsecos, como os restantes vertebrados. Atrás, abrem-se sete fendas branquiais.

Fonte: http://www.fishbase.org

Um comentário:

Edu disse...

Muito interessante esta postagem!

A Internet brasileira realmente precisa de postagens de qualidade como esta que você está nos oferecendo.
Linkorama.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...