quarta-feira, 14 de julho de 2010

Cinco animais que usam eletricidade para sobreviver

Todos os animais vivos emitem cargas elétricas (embora, a maioria só emitem cargas fracas) durante o movimento dos seus músculos rotineiramente. No entanto, apenas a um grupo distinto de animais (principalmente aquáticos)têm um sexto sentido preciso que lhes permitem detectar cargas elétricas e (em alguns casos) fisicamente produzir electricidade.Esses animais dependem de sua electrorecepção - capacidade biológica de produção e / ou sentido para captar os impulsos elétricos - para tudo, desde a caça de presas e até mesmo para a navegação. Este "super-carregado" grupo de animais inclui:

Peixe Elephantnose :


Peixes elephantnose estão equipados com um órgão especial de produzir eletricidade, localizado na cauda, que é composto de milhares de células multi-nucleadas chamadas de “electroplaques”.Em estado de repouso, cada célula electroplax tem uma carga negativa no interior e uma carga positiva do lado de fora. Quando o órgão é estimulado através da contração muscular, os pólos são invertidos, criando uma corrente elétrica. Ao fazê-lo, o Elephantfish é capaz de detectar níveis diferentes de distorção ao seu redor e pode distinguir entre predadores e presas.

Raia elétrica:


Existem 69 espécies de raias divididas em quatro famílias, com a mais notável do gênero Torpedo – nomeada da palavra latina "torpere", que significa causar o enrijecimento ou paralisar. Essa é uma maneira de descrever o que pode acontecer se uma pessoa acidentalmente o toca praticamente cega à raia elétrica é incrivelmente perigosa. O choque elétrico gerado por uma raia de tamanho médio é similar aos efeitos danosos de um secador de cabelo caindo em uma banheira.

Echidna:


O sistema eletro receptivo do equidna é menos complexa do que a do ornitorrinco, com apenas 2.000 electroplax na parte maior do focinho e apenas 400 na parte menor do focinho. Sua eletro recepção é extremamente útil apesar deles serem animais terrestres em tempo integral por causa de seu focinho molhado continuamente e as áreas tropicais úmidas que eles moram. É muito mais fácil de conduzir a eletricidade na água do que na terra, razão pela qual a maioria dos animais com eletro recepção é principalmente aquática. Ainda assim, os cientistas acreditam que estes eletro receptores estão sendo "selecionados" porque os echidnas terrestre dependem muito menos da sua eletro recepção para encontrar o alimento do que suas contrapartes aquáticos.

Enguia elétrica:


Mais comumente encontrados nas águas da América do Sul, as enguias elétricas produzem mais eletricidade do que qualquer outro animal no mundo. Com 5000 - 6000 electroplax, essas cobras do mar são capazes de eletrocutar as suas vítimas com uma tensão de 500 watts! Além disso, estudos mostram que pode produzir choques intermitentes sem se cansar por uma hora. Essa quantidade de eletricidade poderia facilmente matar um adulto humano de porte médio. No entanto, o que faz a enguia elétrica tão singular é a sua capacidade de controlar a intensidade dos seus impactos.

Peixe-gato Elétrico (Africa):


Com a capacidade de gerar até 350 volts de eletricidade - que é aproximadamente a mesma quantidade necessária para alimentar um computador por 45 minutos - estes peixes são mais bem equipados para afastar os predadores do que qualquer outro animal. Composto por um tecido muscular, o seu órgão elétrico forma uma camada gelatinosa debaixo da sua pele.

Fonte: http://www.thenatureanimals.com/

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...