quarta-feira, 21 de julho de 2010

Abelha que faz colméia com pétalas de rosa

Quando pensamos em colméias, nós pensamos em um grande número de ativas abelhas operárias e mel. Mas os cientistas descobriram um tipo raro de ninho de abelhas solitárias elaborados com pétalas de flores pequenas. Cada ninho é um pequeno casulo colorido, como uma concha de papel machê em torno de um ovo, que com o passar do tempo, torna-se uma abelha adulta.
"É incomum que abelhas usem partes de plantas para construir seus ninhos, esta descoberta é inesperada” diz o Dr. Jerome Rozen do Natural Museum of America. Sua equipe encontrou os ninhos da abelha Osmia (Ozbekosima) avoseta na Turquia. Curiosamente, uma outra equipe encontrou os mesmos ninhos de abelhas no Irã, no mesmo dia. Ambas as equipes publicaram suas pesquisas junto ao Museu Americano.


Esses ninhos são uma obra fascinante em miniatura da arte natural, mas também a chave para entender como vivem perto de 20.000 espécies de abelhas."Atualmente há uma demanda para que os biólogos conheçam mais as abelhas", disse Rosen. "Elas têm a liderança como animais polinizadores das plantas, e são extremamente importantes para conservar o ecossistema."
Para saber mais, os cientistas observaram as ocupadas mães abelhas. Para Construir o ninho ela leva de um a dois dias, e uma fêmea pode criar cerca de 10 ninhos no total, um ao lado do outro. Para começar a construir, eles retiram um pedaço das pétalas de flores e voam com eles, uma por uma, até ao ninho que é do tamanho de um amendoim.

Em seguida, as pétalas são dispostas em uma estrutura em forma de crisálida, na sobreposição das pétalas é utilizado o néctar como cola. Quando a cobertura de pétalas for concluída, é colocado um reforço no interior com uma fina camada de lama, e depois outra camada de pétalas, de modo que tanto dentro como fora, as paredes são forradas em uma mistura de roxo, rosa e amarelo.
Estes casulos possuem meia polegada de comprimento e contêm geralmente apenas um ovo pequeno. Em preparação para a reprodução, a mãe recolhe o pólen e o néctar, que é levado da boca para uma parte do intestino chamada de cultura melario. Ela deposita esta gota pegajosa no fundo do ninho de pétalas. Em seguida, coloca o ovo na gota gelatinosa.

Neste ponto, é hora de selar o ovo. A abelha mãe cuidadosamente liga a camada interna das pétalas, segrega uma camada de lama fina como papel e depois dobra as pétalas exteriores. Este ninho é quase hermético, que ajuda a proteger o ovo (que posteriormente se transformará em larva e pupa), das inundações, seca ou ataque de animais.



Fonte:http://www.npr.org

2 comentários:

Ana disse...

Décio, estou abismada!
Há algum tempo uma abelhinha solitária entrava todos os dias no meu quarto carregando folhas e entrava em um buraco da minha cama, que falta um parafuso. Eu estranhei pois nunca vi uma abelha fazer ninho. Pois hoje eu lembrei e olhei o buraco e....realmente estava lá!! Encontrei este casulo de abelha.
Na reportagem que você postou diz que foram encontrados no exterior, mas eu encontrei no Brasil!

Valmir Valentim Caetano disse...

Bom dia encontrei uma no meu quadro de ferramentas sou de Rubineia São Paulo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...