quarta-feira, 5 de maio de 2010

Peixe elefante do rio Congo


O peixe elefante de água doce do Congo usa seu focinho longo para peneirar sedimentos do fundo do rio para buscar comida - é outro exemplo do Congo como um viveiro de criaturas que evoluíram em correntes rápidas e corredeiras.Os obstáculos físicos do rio fizeram com que os pequenos peixes não possam cruzar entre si, disse Melanie Stiassny bióloga especialista em peixes, que liderou uma expedição em 2008, no Congo.
Em alguns pontos no rio corre mais de um milhão de pés cúbicos (28 mil metros cúbicos) por segundo de água - o suficiente para encher mais de 800 piscinas olímpicas por minuto.
Essas barreiras isolaram as populações de peixes, e com o tempo eles se tornaram cada vez mais distintos uns dos outros, eventualmente, evoluindo para novas espécies. Durante o levantamento dos peixes no Congo, Stiassny encontrou espécies aparentemente diferentes a apenas algumas centenas de metros de distância. Alguns corpos tinham desenvolvido planos para evitar serem puxados pela correnteza, por exemplo. Da mesma forma, viver em um trecho de baixa visibilidade, os sedimentos de cheia do rio, o bagre elétrico Africano evoluiu a capacidade de atordoar presas nas proximidades com até 350 volts de eletricidade. Stiassny e seus colegas colheram amostras de DNA, o que deverá permitir-lhes determinar quantas espécies novas e diferentes tem e no rio Congo.


Um comentário:

Demilson Farias disse...

Olá.
Venho por meio deste convidar-te a participar do 'Top Blog da Semana' do site 'TOP BLOG ws'. PRÊMIO: Espaço de publicidade em um blog de qualidade. Cadastre seu blog e concorra.
http://videosincriveis.ws/topblog

Um grande abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...