segunda-feira, 12 de abril de 2010

Os controladores de mente I


video

O Leucochloridium Paradoxum é um verme parasita que usa os gastrópodes (caracóis e lesmas) como hospedeiro intermediário. O verme em sua fase larval, viaja para o sistema digestivo de um caracol para desenvolver a fase seguinte, o esporocisto. O esporocisto cresce em tubos longos de forma inchada cheio de dezenas a centenas de larvas. Estes broodsacs invadem os tentáculos dos olhos do caracol (preferindo o meio, quando disponível), provocando uma transformação brilhante, nos tentáculos,formando um inchado, pulsante, display colorido que imita a aparência de uma lagarta.
A infecção dos tentáculos dos olhos parece inibir a percepção da intensidade da luz. Considerando que os caramujos procuram áreas escuras para evitar a predação, caramujos infectados são mais susceptíveis de se tornarem expostos aos predadores, como pássaros, pois suas vontades são determinadas pelo hospedeiro. O comportamento resultante do verme é um caso de mimetismo agressivo, onde o parasita lembra vagamente o alimento do hospedeiro.o que é diferente de maioria dos outros casos de mimetismo agressivo, em que apenas uma parte do animal se assemelha a presa.O parasita retorna ao corpo de outro hospedeiro,através das fezes do passáro porque o animal come por engano.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...