segunda-feira, 26 de abril de 2010

Desastre Ambiental ameaça Golfo do México

Mancha de óleo na costa da Louisiana já chega a
1.500 quilômetros quadrados
Menos de quinze dias depois de resolvida aquela que poderia ser uma das mais graves crises ambientais, causada por um derramamento de petróleo na área da Grande Barreira de Coral, ao largo da costa australiana do oceano Pacífico, a história repete-se.Desta vez o derrame acontece no oceano Atlântico ao largo da costa do estado norte-americano do Louisiana, e resulta da explosão e afundamento de uma plataforma de exploração petrolífera na passada semana.
A plataforma estava alugada pela BP que já enviou para o local 30 embarcações de limpeza e aviões para verter dispersante nas manchas de óleo à superfície – desde o incidente têm vindo a ser liberados no meio marinho o equivalente a 1000 barris de petróleo diariamente.Simultaneamente há vários veículos submersíveis que, numa operação complexa, tentam suprimir a fuga. As operações deveriam ter começado no fim-de-semana mas por condições climatéricas adversas foram adiadas, tendo a área afetada pela mancha de petróleo aumentado para 1550Km2.
Há receios de que, se a operação não for bem-sucedida, a mancha possa vir a afetar praias, ilhas-barreira e zonas úmidas ao longo da costa americana. Por enquanto, as condições atmosféricas têm mantido o petróleo longe da costa, havendo a esperança de que as ondas causem a fragmentação da mancha permitindo a solidificação do petróleo e o seu afundamento.


Um comentário:

karlla disse...

Fico pensando o que acontece com os animais marinhos em situações com essa.

Veja mais
www.portalorganica.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...